O castigo eterno dos homens modernos

O castigo eterno dos homens modernos

Até na Bíblia vemos passagens que afirmam que o homem recebeu como punição trabalhar eternamente para seu sustento. Se depender da previdência brasileira essa realidade pode estar cada vez mais próxima. Trabalhar até morrer deve ser o destino de muitas pobres almas. 

Segundo a Wikipédia, na mitologia grega, Sísifo (em grego: Σίσυφος, transl.: Sísyphos), filho do rei Éolo, da Tessália, e Enarete, era considerado o mais astuto de todos os mortais. Foi o fundador e primeiro rei de Éfira, depois chamada Corinto, onde governou por diversos anos. Casou-se com Mérope, filha de Atlas, sendo pai de Glauco e avô de Belerofonte.

Segundo Higino, ele odiava seu irmão Salmoneu; perguntando a Apolo como ele poderia matar seu inimigo, o deus respondeu que ele deveria ter filhos com Tiro, filha de Salmoneu, que o vingariam. Dois filhos nasceram, mas Tiro, descobrindo a profecia, os matou. Sísifo se vingou e, por causa disso, ele recebeu como castigo na terra dos mortos empurrar uma pedra até o lugar mais alto da montanha, de onde ela rola de volta.

Acompanhe o quadrinho de traduzido do Sephko:

o-castigo-eterno-dos-homens-atuais

Será que somos Sísifos da era moderna condenados a empurrar uma rocha tecnológica em nossos trabalhos diários que se estendem por toda a nossa existência? É uma prisão? Podemos escapar disso? Como você enxerga seu trabalho e pensa que poderia melhorar alguma coisa para sentir mais satisfação?

Deixe sua opinião nos comentários no fim da página.

[mc4wp_form id=”13376″]

Olha só isso:

[supsystic-gallery id=395 position=center]

1 comentário em “O castigo eterno dos homens modernos”

  1. Pingback: O círculo vicioso do trabalho | Satirinhas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima