É bom pensar na vida com os quadrinhos de Aldreysenhando

É bom pensar na vida com os quadrinhos de Aldreysenhando

Às vezes me pego perdido a pensar na vida e imaginando diversas coisas desconexas e situações que nunca vão acontecer. Não faz sentido ter uma mente tão acelerada que nos cansa e provoca inquietação. A evolução tecnológica e o constante bombardeio de estímulos aumentam nossa ansiedade e deixam qualquer um “ligado” até perto da hora de dormir.

Mas como acalmar ou calar uma mente agitada? Os quadrinhos de Aldreysenhando mostram conflitos e pensamentos que qualquer pessoa comum pode ter. Você para muitas vezes para pensar na vida? Vamos ver 5 dessas curiosas e interessantes criações?

Veja também: As coisas vão ficar bem e esses quadrinhos mostram isso.

É bom pensar na vida com os quadrinhos de Aldreysenhando

Timidez ou antipatia?

É muito comum pensar que pessoas tímidas são fechadas ou antipáticas. Na verdade, elas podem possuir dificuldades na hora de socializar por conta dessa vergonha exagerada. Existe uma grande diferença entre extrovertidos e introvertidos, e cada uma dessas pessoas apresenta características que se encaixam melhor com ambientes mais ou menos agitados.

pensando na vida
Fonte: Aldreysenhando

Para uma convivência harmoniosa e sem traumas, é importante que as pessoas respeitem as diferenças e não forcem um tímido a ser extrovertido. Já presenciei muitas dinâmicas em diversos grupos e palestras onde tímidos eram obrigados a se expor a uma plateia de maneira forçada e traumática.

A timidez pode ser realmente um problema em alguns casos, mas apenas querer ficar “na sua” pode e deve ser considerado normal. Algumas pessoas funcionam melhor e produzem muito mais quando possuem um lugar tranquilo para criar.

As portas do coração

Ao pensar na vida, às vezes penso no coração e em como é difícil penetrar no território da emoção de alguém. As portas do coração são pesadas e difíceis de serem abertas ou fechadas. Manusear essa importante “passagem” é uma grande responsabilidade.

as portas do coração
Fonte: Aldreysenhando

Depois de muitas decepções, algumas pessoas acabam traumatizadas e se fecham para novas experiências. Ao abrirmos as portas de um coração machucado, assumimos uma enorme responsabilidade e devemos tratar o local com muito carinho. Infelizmente, nem todos têm essa consciência e acabam provocando grandes estragos emocionais.

Cogitar é perigoso

Pensando na vida, podemos começar a analisar situações e a cogitar uma realidade utópica. Cogitar é perigoso, já que podemos ter vontades que colocam nossa zona de conforto em risco. Já pensou se aquela coisa que você tanto quer e pensa acontece?

Cogitar é perigoso
Fonte: Aldreysenhando

Na verdade, o risco não é sonhada coisa acontecer, mas sim perder muito tempo cogitando e não se preocupar em realizar. Colocar em prática as pequenas metas que vão pavimentar o caminho até o sucesso é muito mais importante do que passar dias pensando em coisas que não vão acontecer sozinhas.

Nada a ver

Pensar na vida pode ser muito intenso. Alguns pensamentos podem parecer não ter nada a ver e nós mesmos acabamos julgando a falta de sentido dos nossos devaneios. Algo parecido já aconteceu com você?

nada a ver
Fonte: Aldreysenhando

É incrível como algumas coisas parecem tão nada a ver, mas quando contamos para aquele amigo louco como nós, ele entende perfeitamente e ainda concorda. Na verdade, a falta de sentido não é tão anormal como a gente pensa, e muitos de nós vivemos perdidos entre a razão, a emoção e um outro lugar onde tudo se mistura. Você me entende?

A velocidade do tempo

Já virou clichê essa coisa de falar sobre o tempo que passa rápido demais. Algumas pessoas acabam nem tendo tempo para parar e pensar na vida com calma e tranquilidade. O tempo passa rápido demais e muitas vezes sentimos que estamos perdendo o controle da nossa vida, com tanta informação, coisas para fazer, pessoas e aparelhos disputando nossa escassa atenção. Quanto mais coisas temos para fazer, mais parece que o tempo voa para bem longe.

o tempo passa
Fonte: Aldreysenhando

Se sentir perdido no meio de tantas obrigações, datas e informações deixa a mente ainda mais acelerada e reduz nossa qualidade de vida.

Pensar na vida é necessário para planejarmos e executarmos ações fundamentais, mas o pensamento acelerado pode gerar a:

Ansiedade

A ansiedade é chamada por muitos de “mal do século”, uma doença que tem aprisionado milhares de mentes ao longo dos anos. Para terminar este artigo, compartilho com vocês um texto espetacular sobre o tema, que foi originalmente publicado no site Thought Catalog, por Kirsten Corley. Acompanhe e compartilhe com quem você acha que deva ler:

O que realmente significa ter ansiedade

Vai além de simplesmente se preocupar. Ansiedade significa noites em claro, conforme você suspira e vira de um lado para o outro. É o seu cérebro nunca sendo capaz de desligar. É a confusão de pensamentos que você pensa antes da hora de dormir e todos os seus piores medos se tornam realidade em sonhos e pesadelos.

É acordar cansada mesmo que o dia só tenha começado.

Ansiedade é aprender como funcionar em privação de sono porque você só conseguiu fechar os olhos às duas da manhã.
É toda mensagem que você pensa ‘como fazer isso da forma correta?’. É duas ou três mensagens que você manda caso tenha feito algo errado. Ansiedade é responder mensagens de forma embaraçosamente rápida.

Ansiedade é o tempo que você gasta esperando uma resposta enquanto um cenário se monta na sua cabeça, questionando o que a outra pessoa está pensando ou se ela está brava.

Ansiedade é a mensagem não respondida que te mata por dentro, mesmo que você diga a si mesma ‘talvez ele esteja ocupado ou irá responder depois’.

Ansiedade é a voz crítica que diz ‘talvez ele esteja só te ignorando mesmo’. É você acreditar em cada cenário negativo que você cria.

Ansiedade é esperar. Parece que você está sempre esperando.

É o conjunto de conclusões inexatas que sua mente cria, e você não tem outra escolha a não ser aceita-las.

Ansiedade é se desculpar por coisas que nem precisam ser desculpadas.

Ansiedade é duvidar de si mesma e falta de autoconfiança.

Ansiedade é ser superatenta sobre tudo e todos. Você consegue dizer se alguém mudou de humor apenas pelo tom de voz da pessoa.

Ansiedade é arruinar relacionamentos antes mesmo deles começarem. Ela te diz ‘você está enganada; ele não gosta de você e vai te deixar’. E você acredita.

Ansiedade é um estado constante de preocupação, pânico e viver no limite. É viver com medos irracionais.

É pensar demais, é se importar demais. Porque a raiz das pessoas ansiosas é se importar.

É ter mãos suadas e coração acelerado. Mas por fora, ninguém percebe. Você aparenta estar calma e sorridente, mas por dentro é o contrário.

Ansiedade é a arte da decepção por parte de pessoas que não te conhecem. E das pessoas que te conhecem, é ouvir constantemente ‘não se preocupe’, ‘você está pensando demais’, ‘relaxe’. É sobre seus amigos ouvirem suas conclusões e não entenderem como você chegou nelas.

Ansiedade é querer consertar algo que nem problema é.

É o amontoado de perguntas que te fazem duvidar de si mesma. É voltar atrás para checar novamente.

Ansiedade é o desconforto de uma festa por pensar que todo mundo está te observando e você não é bem-vinda lá.

Ansiedade é tentar compensar e agradar demais outras pessoas.

Ansiedade é estar sempre no horário porque o pensamento de chegar atrasada te deixa em pânico.

Ansiedade é o medo de fracassar e a busca incansável por perfeição. E então se punir quando você falha.

É sempre precisar de um roteiro e de um plano.

Ansiedade é a voz dentro da sua cabeça que diz ‘você vai falhar’.

É tentar suprir as expectativas dos outros mesmo que isso esteja te matando. Ansiedade é aceitar mais do que você consegue lidar para que você se distraia e não pense demais em outros assuntos.

Ansiedade é procrastinar, porque você está paralisada pelo medo de fracassar.

É o gatilho que te faz ter um ataque de pânico.

É estar quebrada na sua privacidade e chorar de preocupação quando ninguém mais está vendo.

É aquela voz crítica dizendo ‘você estragou tudo’ ou ‘você deveria mesmo se sentir um lixo agora’.

Mas mais que qualquer coisa, ansiedade é se importar. É nunca querer machucar alguém. É nunca querer fazer algo errado. Mais que tudo, é o desejo de simplesmente ser aceita e querida. Então você acaba tentando demais às vezes.
E quando você encontra amigos que entendem isso, eles te ajudam a superar juntos. Você percebe que essa pode ser uma batalha que você enfrente todos os dias, mas é uma que não precisa ser enfrentada sozinha.

[mc4wp_form id=”13376″]

Olha só isso:

[supsystic-gallery id=498 position=center]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima