Como surgiram as histórias em quadrinhos?

Como surgiram as histórias em quadrinhos?

Aqui no blog nós trazemos com frequência tirinhas e histórias engraçadas para vocês, porém, em algum momento você já pensou em como surgiu a história em quadrinhos? Hoje decidi alimentar seu acervo de curiosidades para que você possa ter assunto da próxima vez que se reunir com seus amigos! Hehe.

Tudo começou em 1895 quando Richard Outcault criou o que é considerada a primeira história em quadrinhos moderna da história, que foi publicada em jornas jornais sensacionalistas de Nova York. Seu personagem tinha o nome de Yellow kid e foi o primeiro personagem fixo com ações fragmentadas em quadrinhos e que falava através de balões de texto.

Para você ter ideia, a tirinha criada por Outcault fez tanto sucesso nestes jornais nova-iorquinos que eles começaram a travar uma guerra para decidir quem teria o Yellow Kid em suas publicações. Entretanto, vale ressaltar que esta ideia de formato de publicação não surgiu em um sonho para o artista. Já na época das pinturas rupestres o homem pré-histórico narrava acontecimentos em sequências semelhantes ao que conhecemos hoje. Depois, podemos nos lembrar da Idade Média e dos belíssimos vitrais e quadros e retratavam a Via Sacra e suas estações.

a primeira história em quadrinhos

Porém, a grande diferença entre essas referências do passado e as histórias em quadrinhos é que, até então, jamais haviam sido utilizadas falas para retratar a história e os enredos eram criados a partir apenas da sequência de gravuras. Hoje as tirinhas fazem parte de um tipo de comunicação de massa que une o código linguístico – texto – e o pictórico – imagem – para transmitir uma mensagem única. Antes do Yellow Kid alguns pioneiros do século 19 como o francês Georges Clomb, o suíço Rudolph Töpfer e o italiano radicado no Brasil Angelo Agostini já haviam unido estes dois tipos de linguagem, porém as características específicas de uma HQ só surgiram mesmo no trabalho de Outcault.

Gostou da curiosidade? Comente!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima