La Luna, um curta da Pixar que nos ensina sobre ser autêntico

La Luna, um curta da Pixar que nos ensina sobre ser autêntico

Em um mundo cheio de padrões e exigências, muitas vezes nos sentimos obrigados a seguir algum modelo para nos encaixar. Na contramão dessa tendência está o lindo curta La Luna, da Pixar Animation Studios, dirigido por Enrico Casarosa.

Este curta foi exibido em 2012 nas sessões do filme Valente, antes que o longa começasse. La Luna teve uma merecida indicação ao Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação.

La Luna

A sinopse oficial diz que “La luna” “é uma fábula eterna sobre um menino que está crescendo em circunstâncias muito especiais”. A produção, com duração de pouco menos de sete minutos, se passa ao longo de uma noite – a primeira vez que o garoto acompanha o pai e o avô no trabalho. O trio sai pelo mar a bordo de um pequeno barco de madeira.

“Uma grande surpresa aguarda o pequeno à medida que descobre qual é o singular trabalho de sua família”, continua o texto de divulgação. “Será que ele deve seguir o exemplo do pai e do avô? Será ele é capaz de encontrar o próprio caminho mesmo com as opiniões conflitantes de sua família e de suas tradições já desgastadas pelo tempo?”

Assista e descubra:

A metáfora presente no curta é bem interessante e mostra como as crianças imitam os trejeitos daqueles que amam e indica com maestria que é necessário que os jovens encontrem seu próprio caminho quando surge um problema e nenhum dos seus heróis (no caso do curta, pai e avô) conseguem resolvê-lo. Com a criatividade e a inocência própria de uma criança, ele abre seu caminho ao mesmo tempo em que descobre que legal mesmo é usar o boné virado para trás.

O que você sentiu ao assistir? Deixe sua experiência nos comentários no fim desta página.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima