Santo Antão e o juízo que nos espera

Santo Antão e o juízo que nos espera

Muita gente acaba se perdendo na hora de tentar viver a fé, e acaba buscando mais a própria vontade do que a vontade de Deus. No artigo de hoje você vai entender o verdadeiro juízo que nos espera na visão de Santo Antão, escrita por Santo Atanásio no livro “A Vida de Santo Antão”.

Quem foi Santo Antão?

Pai do monaquismo cristão, Santo Antão nasceu no Egito em 251 e faleceu em 356; viveu mais de cem anos, mas a qualidade é maior do que a quantidade de tempo de sua vida, pois viveu com uma qualidade de vida santa que só Cristo podia lhe dar. Saiba mais sobre a vida de Santo Antão.

O juízo que nos espera

Ao ler “A Vida de Santo Antão”, escrita por Santo Atanásio, uma frase me chamou a atenção e fui inspirado a criar um quadrinho com ela. Representando o pai do monaquismo e seu recolhimento, o quadrinho a seguir traz uma mensagem para que pensemos de que maneira estamos vivendo nossa fé e qual juízo nos aguarda.

Em uma existência marcada pela penitência, meditação e luta contra o demônio, Santo Antão viveu na alegria, na misericórdia, na verdade. Tornou-se abade, pai, exemplo para toda a vida religiosa. Exemplo de castidade, de obediência e pobreza.

Santo Antão, rogai por nós!

O quadrinho acima foi feito para o Grupo de Oração Fonte de Água Viva, da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Rio Claro – RJ. Siga o grupo no Facebook e no Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima