7 dicas para você criar um currículo de qualidade – Satirinhas
Satirinhas

7 dicas para você criar um currículo de qualidade

Um currículo bem montado pode ser a chave para o seu sucesso profissional. Afinal de contas, é por meio desse documento que a empresa terá o mesmo contato com você, conhecendo suas competências, experiências e formações.

Por esse motivo, é importante manter a objetividade e a coerência na hora de elaborar seu currículo. Inclusive, a apresentação do documento é uma das coisas que salta aos olhos dos recrutadores.

Para te ajudar nessa empreitada, o artigo de hoje vai trazer algumas dicas para você criar um currículo de qualidade e conquistar a tão sonhada vaga de emprego. Acompanhe a leitura!

carreira
Fonte: Pexels.

1 – Seja objetivo e vá direto ao ponto

O currículo não é uma carta de apresentação. Por isso, nada de enrolar para falar sobre as suas formações e experiências. Caso você tenha trabalhado em uma empresa de pintura predial e tenha cursos de qualificação como pintor, deixe isso bem claro.

Dificilmente os recrutadores terão tempo para ler um currículo muito extenso, com muitos rodeios, como “busco crescimento” ou “desejo melhorar minha experiência”. Deixe isso para o momento da entrevista.

As empresas estão em busca de candidatos capazes de mostrar resultados e atingir objetivos específicos. Por isso, elas querem informações pontuais sobre você.

Fora que, em um processo de seleção, os recrutadores se deparam com inúmeros currículos e, por isso, acabam não tendo tempo hábil para a leitura de todos os pormenores.

Por isso, não enrole e vá direto ao ponto!

2 – Personalize o currículo para a vaga

Pense comigo: se você está concorrendo a uma vaga em uma empresa de engenharia, vale mesmo a pena colocar a sua experiência em dar aula de dança forró? Provavelmente não, já que as atuações não se complementam.

Sendo assim, vale a pena personalizar o seu currículo dependendo da vaga.

Lembra que a nossa primeira dica falava sobre objetividade e ir direto ao ponto? Aqui é a mesma coisa, já que os recrutadores vão simplesmente ignorar as experiências que não se adéquam ao cargo.

3 – Divida o seu currículo por tópicos

Uma maneira muito eficiente de elaborar um currículo é dividindo o documento em tópicos. Dessa forma, é mais fácil manter a objetividade e não pecar pelo excesso de informações desnecessárias.

Além disso, a divisão em tópicos facilita a leitura. Assim, se você está pleiteando uma vaga em uma escola, os recrutadores podem ver facilmente a sua experiência em uma creche educandário, por exemplo.

Em geral, recomenda-se dividir o currículo da seguinte maneira:

  • Dados pessoais;
  • Objetivo;
  • Formação acadêmica;
  • Experiências;
  • Habilidades e qualificações.

A seguir, confira quais as principais informações de cada categoria.

Dados pessoais

O campo de dados pessoais deve ser preenchido com as principais informações sobre você, como nome completo, data de nascimento e contatos. Imagine que essa é a parte que irá servir como um cartão de visita preto e branco.

Logo, você precisa se identificar da melhor maneira possível.

Hoje em dia, vale a pena também incluir a sua rede social profissional, no caso, a melhor delas é o LinkedIn. Assim, caso o recrutador se interesse por você, pode procurar mais informações diretamente pela plataforma online.

O mesmo vale para os contatos. Não esqueça de colocar o seu e-mail e WhatsApp, já que muitos recrutadores entram em contato por canais digitais, devido à facilidade de comunicação.

Caso a empresa coloque no anúncio que a vaga necessita de pessoas que possam viajar para outras cidades, da mesma forma, informe tal possibilidade no seu currículo, de modo simples: “Disponibilidade para viagens”.

Objetivo

Essa é a parte em que os clichês começam e podem prejudicar toda a apresentação do seu currículo. Por isso, a dica é: o objetivo deve ser voltado ao cargo que você almeja na empresa.

Pense que ele é uma espécie de crachá de identificação, então ao invés de colocar um texto enorme sobre as suas metas de vida, você pode ir direto ao ponto: “conquistar uma vaga como assistente de marketing digital”, por exemplo.

Formação acadêmica

Como o próprio nome sugere, aqui é a categoria onde você vai colocar todas as suas formações. Isso não quer dizer que você precisa elaborar um histórico escolar, mas sim, dar destaque para os estudos mais relevantes.

Ou seja, aqui é o momento de você falar se tem ensino médio completo, uma faculdade, uma especialização, uma pós-graduação, entre outros.

Experiências

As experiências referem-se aos trabalhos que você realizou em outras empresas. Ou seja, é um resumo sucinto das suas principais atividades nos últimos anos.

É importante constar algumas informações básicas, como:

  • O cargo;
  • O nome da empresa;
  • O período de atuação;
  • As principais atividades exercidas.

Desse modo, caso você tenha experiência na atividade de plotagem arquitetura, por exemplo, destaque em qual negócio e por quanto tempo você atuou nessa função.

Caso você ainda não tenha experiência profissional e está em busca de uma primeira oportunidade, deixe isso claro no currículo.

Habilidades e qualificações

Nesta categoria encontram-se as suas principais habilidades profissionais e que podem ser úteis para a vaga. Por exemplo, domínio de informática, uso de um software específico, conhecimento em uma língua estrangeira, entre outros.

Aqui é importante usar o bom-senso e evitar qualificações ou habilidades que não são relevantes para a vaga.

4 – Evite formatações extravagantes do documento

Não há uma regra ou obrigatoriedade que trata do formato do currículo. Assim como uma impressora de crachá, em que se pode ver diferentes tipos de identificação, você pode adotar um design que melhor atenda às suas necessidades.

Entretanto, é preciso ter cuidado com as formatações extravagantes e que fogem muito à regra. Isso porque ao invés de atrair os recrutadores, o layout pode ter justamente o efeito contrário e não agradar a equipe de seleção.

Sendo assim, obedeça os limites da objetividade, sem ultrapassar duas páginas do tamanho A4. Além disso, dê preferência para as fontes básicas: Arial, Times New Roman ou Verdana, com tamanho 12 e cor preta.

O layout deve ser limpo, sem cores e imagens. Profissionais do design e moda costumam ser mais criativos nesse aspecto, porém, é fundamental conhecer o perfil da empresa, antes de criar um documento muito irreverente. Se tiver dúvidas, prefira o modelo clássico.

5 – Evite incluir fotos e pretensão salarial

Uma das principais dúvidas dos candidatos diz respeito à necessidade de adicionar uma foto no currículo. Em alguns casos, há empresas que exigem a fotografia 3×4 anexada ao documento, porém, não é uma regra.

Sendo assim, só inclua a foto caso seja uma exigência descrita no anúncio. Mas se você está pleiteando uma vaga  para uma clínica geral particular e não encontrou nada sobre fotografia, envie um currículo sem foto.

Outro erro muito comum diz respeito à pretensão salarial. Não é recomendável incluir essa informação ao currículo, somente converse sobre salário se a empresa perguntar.

6 – Faça uma revisão gramatical

Após elaborar o seu currículo, é importante fazer uma revisão gramatical para não deixar passar nenhum erro que possa comprometer a sua credibilidade enquanto profissional.

Os recrutadores costumam ter uma má impressão de currículos com muitos erros ortográficos e gramaticais. Sendo assim, leia atentamente cada uma das categorias, para verificar se nada “passou batido”.

Pode parecer mentira, mas são os detalhes que fazem a diferença na hora de conquistar uma vaga de emprego.

7 – Não minta

O pior erro de todos é mentir no seu currículo.

Algumas pessoas acreditam que adicionar inverdades ao documento, como experiências profissionais não comprovadas ou cursos não realizados, é uma forma de se destacar da concorrência, mas, na verdade, esse é um grande deslize.

Hoje em dia, dá para verificar muitas informações com o auxílio da internet. Por isso, se você for pego na mentira, com certeza isso irá manchar muito a sua reputação.

Sendo assim, preze pela transparência. É ela que irá falar mais alto quando o assunto é conquistar uma vaga de emprego. Inclusive, muitos recrutadores consideram essa característica como um diferencial para os candidatos.

Então, coloque a sua real formação e experiência profissional. É isso que vai te destacar.

Conclusão

Elaborar um currículo nem sempre é uma tarefa tão simples quanto parece. Afinal de contas, estamos lidando com um documento de apresentação do nosso perfil profissional e que, muitas vezes, é o responsável por dar prosseguimento ao processo seletivo.

Por esse motivo, todo cuidado é pouco no momento de confeccionar o currículo.

O artigo de hoje buscou trazer algumas dicas que podem facilitar a vida de quem está em dúvidas de como fazer uma boa apresentação, organizar o documento e apresentá-lo para a vaga de emprego.

Com essas recomendações, esperamos que vocês consigam o cargo que tanto almejam e tenham sucesso nos processos de seleção!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nosso site, você concorda com tal monitoramento
Criado por WP RGPD Pro
Rolar para cima