Uma grande certeza: quando cobramos excessivamente os outros, é porque alguma coisa estamos deixando de fazer

Uma grande certeza: quando cobramos excessivamente os outros, é porque alguma coisa estamos deixando de fazer

Uma estratégia que os covardes usam (e eu me incluo nesse meio) para esconder suas limitações e tudo o que não deseja fazer, é mostrar as limitações dos outros e tudo o que eles não fazem. Se cada um de nós procurar fazer o exercício de olhar para si e descobrir o que pode fazer de melhor a cada dia, já estaremos contribuindo para uma humanidade melhor. Eu estou tentando, com a graça de Deus, e você?

Veja também:

O que eu deveria fazer mas não faço

Cobrar os outros é uma maneira muito fácil de desviar a atenção daquilo que não fazemos, e essa é uma ferramenta muito utilizada pelas pessoas atualmente. Precisamos fazer o movimento contrário: olharmos para o nosso interior, tudo aquilo que nos move, tudo o que podemos fazer de melhor (inclusive para ajudar os que estão com alguma dificuldade) e sermos instrumentos de Deus neste mundo.

Quando conviver com uma pessoa raivosa, que aponta o dedo e cobra demais dos outros, tenha paciência e procure entender que é alguém que vive conflitos e sente-se incapaz de algo. Com fé, diálogo e abertura, podemos construir pontes e traçar novos caminhos para relacionamentos que mudem o mundo. Vamos tentar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima