O namoro pode ser uma ocasião de pecado e é preciso tomar muito cuidado

O namoro pode ser uma ocasião de pecado e é preciso tomar muito cuidado

Namorar é algo que naturalmente te aproxima de muitos perigos. O olhar já nos aproxima do pecado quando vemos com malícia uma pessoa, mas no namoro, onde há mais proximidade e a possibilidade de beijos e abraços, o perigo é ainda maior.

Veja também:

Namoro não é tempo de sexo

Namoro não é tempo de relações sexuais. As relações sexuais possuem função unitiva e procriativa, e só devem acontecer dentro do matrimônio.

Muitas vezes, no decorrer de um namoro, a intimidade vai aumentando e aquilo que começou de maneira casta vai esquentando e os dois perdem o controle. Sentimentos verdadeiros e propósitos firmes precisam ser vigiados para que não transformem-se em uma paixão carnal. O casal precisa contar com a graça de Deus e fazer a sua parte para não cair.

Namoro é tempo de conhecer

O namoro é um tempo para conhecer com profundidade a pessoa com a qual você tem intenção de casar. Você deve entender as imperfeições do outro, conhecer a família e entender se é mesmo essa pessoa que quer ao seu lado por toda a vida.

Assista o vídeo a seguir, onde Frei Gilson entra em muitos detalhes (bem claros) sobre os perigos no namoro.

Namoro

Ser casto no namoro é a melhor maneira de você se preparar para o casamento. Entenda o valor do corpo humano e também o valor de uma família estruturada, que foi baseada no respeito, na fé e confirmada pelo sacramento do matrimônio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima