Ainda tenho o mesmo brilho no olhar

Ainda tenho as mesmas vontades e os mesmos sonhos. Quando criança, falava pra minha mãe que queria ser o Maurício de Souza. Hoje em dia não quero ser exatamente ele, mas seguir seus passos e criar belas histórias. A vontade de ver um mundo melhor e criar coisas que ajudem as pessoas e levem bons sentimentos, são resumidas na frase: “ainda tenho o mesmo brilho no olhar”.

Veja mais

Um casal que não peida?

Um ato muito natural é peidar. É estranho como algumas pessoas reprimem ou tratam esse ato como um pecado ou agem como se fosse uma ofensa ou palavrão. Claro que existem situações em que é necessário evitar, mas quando acontece, devemos saber que é simplesmente nosso corpo trabalhando. Você peida muito? Conhece alguém que peida?

Veja mais

Por que as crianças de hoje estão tão abusadas? Use a psicologia infantil

Ultimamente jovens e crianças estão afrontando os pais e ficando cada vez mais abusados e arrogantes. Com vários péssimos exemplos na mídia e até mesmo na porta de casa, fica difícil ensinar bons costumes e enriquecer o caráter do filho.

A tudo isso soma-se nossa lei que apenas protege os jovens que não podem mais trabalhar como antigamente e nem sofrer castigos mais rígidos dos pais como antigamente. Órgãos como o Conselho Tutelar são importantes mas, em muitos casos, apenas “passam a mão na cabeça” do jovem que sente-se à vontade para cometer qualquer delito com a certeza da impunidade.

Veja mais