saúde

saúde

Especialista fala sobre os avanços na busca pelo Olho Biônico

Esse dispositivo, que até poucos anos, só fazia parte de roteiros cinematográficos, está cada vez mais próximo da nossa realidade.

O olho biônico era uma realidade muito distante. A humanidade acreditava, inclusive, que ele só era possível em filmes de ficção científica. No entanto, graças aos avanços da tecnologia e da medicina, podemos dizer que isso é mais real do que se possa imaginar.

O uso de recursos avançados na área da tecnologia e da eletrônica tem despertado a esperança em pessoas com perda de visão profunda. Você sabe o que os especialistas estão dizendo a esse respeito?

Por isso, selecionamos as principais informações sobre o olho biônico para que você conheça de que forma ele pode revolucionar o tratamento de uma série de doenças oculares. 

olho biônico
Fonte da imagem: Pexels.

O que é olho biônico?

O olho biônico é uma prótese epirretiniana que está sendo desenvolvida com o objetivo de recuperar a visão de pacientes. Os pesquisadores têm estudado a possibilidade de implantar um microchip sobre a retina dos pacientes.
Esse aparelho capta a informação visual por meio de uma câmera alocada em óculos. Ela é convertida em pulsos elétricos que são transmitidos para microeletrodos na retina. Esses microeletrodos substituem a função dos fotorrecptores que foram degenerados.
As células restantes na retina recebem o estímulo e enviam as informações para o córtex cerebral através do nervo óptico normal.

Em que situações ele pode ser indicado?

O olho biônico poderá ser uma ótima alternativa de tratamento para pacientes com perda de visão ocasionada por diferentes motivos. Como exemplo, podemos mencionar o estágio final da retinose pigmentar ou degeneração macular da retina.

O dispositivo também poderá ser usado em pacientes com doenças degenerativas do nervo óptico. Sem dúvida, será uma revolução para a oftalmologia, já que permitirá o restabelecimento da visão para pacientes com cegueira até então irreversível.

Quando esse dispositivo poderá ser usado?

Por enquanto, o olho biônico está em fase de pesquisa e, portanto, não está disponível como método de tratamento. A boa notícia é que estudiosos de diversas regiões do mundo estão empenhados em avançar nas investigações em tempo hábil.

A Universidade de Monash, em Melbourne, na Austrália é uma das precursoras da pesquisa. Ela conta com um grupo de cientistas que construiu o primeiro olho biônico humano do mundo.

O dispositivo é parte integrante de uma ampla e complexa tecnologia, batizada pelos cientistas de “sistema biônico de Gennaris”. Ela constitui um sistema que alia câmeras, eletrodos e unidades de processamento aos implantes cerebrais.

Não sabemos ao certo quando o olho biônico estará disponível, mas isso não nos impede de comemorar os avanços da medicina aplicada à oftalmologia. Vale dizer que, no atual estágio da pesquisa, a qualidade da visão por meio do dispositivo é rudimentar.

Isso significa que os testes realizados indicam que ainda não é possível enxergar com nitidez objetos complexos, pessoas ou letras. Em alguns casos, a capacidade visual alcançada remete a luzes, sombras e formas borradas.

Por enquanto, o olho biônico cria um padrão visual a partir de combinações de até 172 pontos de luz. Eles fornecem informações para que seja possível transitar por ambientes internos e externos e reconhecer a presença de pessoas e objetos.

Os primeiros testes em humanos ainda não foram iniciados, uma vez que eles dependem de financiamento para serem realizados. Mas, como já dissemos, temos muitos motivos para celebrar o que foi descoberto e conquistado até o momento.

Esperamos, em breve, trazer notícias ainda mais esperançosas para pacientes que sofrem de doenças oculares degenerativas.

Texto de Ricardo Filipo, Clínica de Oftalmologia Integrada. 

8 vantagens em ter um plano de saúde na terceira idade

Hoje em dia, ter um plano de saúde para terceira idade tornou-se fundamental para a população que deseja aproveitar bem a vida, com saúde, conforto e segurança. 

Afinal, envelhecer é um processo natural, mas nada melhor do que passar por isso com o máximo de proteção.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que um em cada três brasileiros seja idoso. Até o ano de 2050, o número de pessoas com mais de 60 anos irá duplicar, com mais de 64 milhões de indivíduos.

Ou seja, seremos um país envelhecido, mas isso não é sinônimo de descuido. Muito pelo contrário, o aumento da população idosa está diretamente associado à melhor qualidade de vida, cuidados e prevenções.

Os idosos também estão cada vez mais atentos quanto à isso. Não é à toa que eles são os maiores beneficiários de convênios médicos, principalmente entre a faixa dos 80 anos.

Segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), em menos de 10 anos, o número de clientes dos planos de saúde para terceira idade registrou um aumento de 62%.

No artigo de hoje, conheça as principais vantagens em ter um plano de saúde na terceira idade e saiba o porquê contratar um para você. Acompanhe a leitura!

1 – Mais conforto e comodidade

A terceira idade é uma faixa etária que demanda muito cuidado, justamente por conta do envelhecimento do corpo. Mesmo quando a pessoa é extremamente saudável, com o passar dos anos, há um desgaste natural e inevitável.

Diante disso, é importante oferecer a melhor qualidade de vida e conforto aos idosos. Para isso, é fundamental manter a saúde em constante observação.

Por exemplo, para o atendimento em uma clínica de acupuntura, o plano de saúde oferece coberturas para consultas integrais, além da realização de exames médicos e outros procedimentos, para melhor comodidade dos pacientes.

2 – Cuidados preventivos

Grande parte dos planos de saúde para terceira idade oferecem serviços preventivos para a manutenção da saúde e da qualidade de vida. 

Além do conforto, esse tipo de atendimento é capaz de evitar muitos problemas recorrentes dos idosos, como doenças crônicas e cardiovasculares.

Por exemplo, o plano pode cobrir ou ainda reembolsar aula de pilates funcional, um tipo de exercício muito recomendado para a terceira idade, pois além de permitir a movimentação do corpo, ainda oferece outros benefícios, como:

  • Aumento da flexibilidade corporal;
  • Redução da perda de massa magra;
  • Controle e equilíbrio da respiração;
  • Maior qualidade da saúde mental e física.

A medicina preventiva também colabora com a orientação de dietas próprias para a terceira idade. Dessa forma, os idosos podem ter a melhor prescrição de produtos naturais para emagrecer rápido, mas que não ataquem o coração ou gerem outros problemas de saúde.

3 – Médicos especializados e qualificados

Uma das grandes vantagens do plano de saúde para a terceira idade é relativa ao atendimento.

Com esses programas, é possível agendar uma consulta sempre com o mesmo médico e ter à sua disposição uma rede de profissionais altamente qualificados.

Desse modo, diferentemente do que ocorre nas redes públicas, os idosos podem ser atendidos sempre por um mesmo médico, que já possui todo o histórico do paciente e resultados de exame, podendo ajudar no diagnóstico precoce.

Além disso, em alguns planos de saúde é possível atendimento de médico ao domicílio, o que é excelente para os idosos com dificuldade de locomoção ou que tenham sofrido alguma doença que impeça a mobilidade.

4 – Rapidez no atendimento

Muitas pessoas procuram os planos de saúde justamente pela rapidez no atendimento.

Já é senso comum que tanto nas emergências quanto nas consultas, os médicos conveniados costumam ter mais horários disponíveis, em comparação com as redes públicas.

Desse modo, é possível marcar atendimento médico com menos de uma semana e, em casos emergenciais, contar com profissionais especializados que oferecem um serviço rápido, o que é essencial para salvar vidas.

Além disso, muitos atendimentos de emergência funcionam de modo similar a uma clínica veterinária 24hrs, ou seja, não há interrupção na assistência aos pacientes.

5 – Desconto em serviços

Nem todos os serviços estão previstos na cobertura do plano de saúde, mas ele pode ser fundamental para ajudar no barateamento de custos, ou até mesmo na isenção de alguns valores (como exames, anestesia, entre outros).

Aliás, há muitos procedimentos médicos que não estão nem previstos na rede pública de saúde, já que é preciso orientar os gastos para cuidados fundamentais, o que acaba por excluir várias intervenções estéticas.

Assim, na realização de uma lipoaspiração barriga e costas, por exemplo, é possível ter um preço muito mais amigável e acessível com o plano de saúde, contando com os melhores médicos, cirurgiões e ferramentas.

Vale dizer que todos os profissionais que atendem o plano de saúde são reconhecidos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e Regional (CRM), com certificações que atestam o reconhecimento do médico.

Ademais, fora os procedimentos estéticos, os planos de saúde para terceira idade são fundamentais para os serviços essenciais aos idosos.

Tal como ter uma casa de repouso para mulheres ou homens, contar com equipamentos específicos na residência (cadeiras de rodas, barras, etc.), entre outras facilidades.

6 – Quebrar o tabu do envelhecimento

Com a saúde pública cada vez mais enfraquecida, principalmente no Brasil, os planos de saúde estão se tornando fundamentais para toda a população.

Dessa forma, o atendimento também transforma o modo como se enxerga o envelhecimento.

Disponibilizando uma assistência sem muita espera, hospitais de última geração e especialistas renomados, além de inúmeros especialistas e programas voltados às pessoas com idade avançada, é possível mostrar à sociedade que envelhecer não é o problema.

Mesmo para quem está na escolinha berçário, é importante compreender que o envelhecimento faz parte da vida, para além de encarar melhor essa fase, também diminuir o preconceito e negligência aos idosos, acabando com esse estigma.

7 – Mais independência aos idosos

O conceito de envelhecer de maneira independente e autônoma já tem até nome: aging in place, ou em tradução para o português, “envelhecer no lugar”. 

Esse plano já está guiando diversas políticas públicas, pois o objetivo é oferecer melhor qualidade de vida para que as pessoas na terceira idade possam passar o maior tempo em casa, sem a necessidade de depender de alguém.

Importante ressaltar que isso nada tem a ver com solidão, mas sim, com independência.

Segundo um estudo feito pelo Departamento de Medicina e Saúde da Universidade de Harvard, grande parte dos idosos prefere morar sozinha e só chamar os familiares em casos emergenciais.

Com o plano de saúde, não somente os idosos podem ficar mais tranquilos quanto à morar sozinhos, pois eles têm atendimento dos profissionais do programa, quanto os próprios familiares, que ficam menos preocupados com seus entes queridos.

8 – Preço mais justo do que consultas particulares

Na terceira idade, costumamos ir aos médicos com maior frequência e, se você quiser um atendimento seguro e rápido, o melhor é optar pelas consultas particulares, ao invés de esperar pelos serviços da rede pública.

Contudo, o preço desses atendimentos pode ser muito dispendioso, ainda mais com a quantidade de atendimentos e de exames que precisam ser feitos.

Por isso, o plano de saúde para terceira idade surge como uma alternativa muito mais viável, economicamente falando.

Afinal, é possível usufruir de todos os benefícios das consultas e clínicas particulares, mas por um preço pago mensalmente, diluído e mais justo.

Engana-se quem pensa que os custos são muito expansivos. Quando se coloca na ponta do lápis, vale muito mais a pena ter um plano de saúde.

Mesmo se a cobertura não incluir certos serviços, é possível pedir reembolso para o convênio, mediante apresentação de certos documentos e requisição médica.

Conclusão

O Brasil está envelhecendo rápido e isso é sinônimo de aumento na qualidade de vida. Ou seja, as pessoas estão se cuidando mais, tendo maior preocupação com a saúde e o bem-estar (tanto físico quanto mental).

Entretanto, o atendimento médico é fundamental para assegurar um envelhecimento natural, saudável e integral, incluindo para indivíduos que já sofrem com alguma doença ou problemas de saúde.

Nesse sentido, ter um plano de saúde para a terceira idade é uma das atitudes mais importantes para quem quer envelhecer com plenitude e segurança, tendo o conforto de um atendimento rápido.

Hoje em dia, é possível encontrar vários tipos de planos de saúde, com diferentes coberturas. A dica é verificar qual programa melhor atende às suas necessidades, além de levar em consideração o preço e a rede de profissionais.

Dessa forma, é possível aproveitar todos os benefícios de um plano de saúde, bem como os prazeres da melhor idade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Entenda como respirar pela boca pode prejudicar a sua saúde

Grande parte das pessoas respira pela boca e nem percebe. Apesar de ser comum, a respiração bucal não faz bem para a saúde e precisa ser evitada. Continue lendo para saber como.

O ato de respirar é involuntário, ou seja, nós não percebemos quando o fazemos e, muito menos, na forma como desempenhamos essa ação. Entretanto, saiba que prestar atenção na sua respiração é muito importante, pois o jeito que respiramos influencia diretamente na saúde da nossa boca e do corpo em geral.

Por ser feito de forma imperceptível, não é fácil detectar quando não estamos respirando corretamente, ou seja, respirando pelo nariz e expirando pela boca. Por esse motivo a respiração oral é muito comum.

Continue lendo para saber como respirar pela boca afeta a nossa saúde.

Afinal, como acontece a respiração?

Numa respiração correta, o caminho do ar começa no nariz, passa pela faringe e laringe até chegar à traqueia e aos pulmões.

Para que o ar que chegue dentro do nosso corpo seja limpo, é imprescindível que ele passe pelo nariz. Isso porque o nariz é um ambiente úmido, quente e repleto de pelos, fazendo com que o ar passe por três processos: filtração, umidificação e aquecimento.

Com a filtração, o ar que entra no nosso organismo se livra de alguns microorganismos e impurezas prejudiciais para nossos pulmões, como ácaros e poeira.

Já a umidificação e o aquecimento deixam o ar com uma temperatura próxima da temperatura do corpo e mais úmido, o que reduz a irritação do tecido pulmonar.

Causas da respiração oral

Muitas pessoas respiram pela boca porque sentem falta de ar ao tentar fazê-lo passar pelo nariz. Isso pode parecer normal, no entanto, saiba que não só não é normal como é, provavelmente, um sinal de que algo não está certo.

Dentre as suas causas estão:

  • Rinite alérgica;
  • Hipertrofia da adenoide;
  • Desvio de septo nasal;
  • Sinusite;
  • Malformação da face;
  • Resfriados e gripes.

Como dito anteriormente, perceber quando estamos respirando pela boca não é fácil. Por isso, fique atento aos seguintes sinais:

  • Lábios frequentemente afastados;
  • Tosse seca e persistente;
  • Boca seca e mau hálito;
  • Falta de ar;
  • Roncos;
  • Muitas pausas enquanto come.

O que acontece quando respiramos pela boca?

Dentre os muitos malefícios da respiração oral estão:

Infeção das vias aéreas

Como dito anteriormente, o nariz oferece a segurança de que nosso organismo precisa ao receber o ar do ambiente externo. Sendo assim, quando respiramos pela boca perdemos essa segurança e deixamos que as impurezas e microorganismos entrem, tornando nossas vias áreas expostas à infecções, como amidalite, faringite e resfriados.

Alterações faciais e má oclusão dentária

A respiração oral altera a posição da língua, o que acarreta em alterações no processo de engolir e maior flacidez dos músculos do rosto. Quando isso acontece na infância os ossos da face podem sofrer deformações que causam a oclusão, ou seja, os dentes não se fecham corretamente.

Dores nas costas

A má oclusão dentária faz com que as musculaturas da mandíbula, do pescoço e das costas, que são interligadas, sejam exigidas mais intensamente.

Além disso, quando respiramos pela boca tendemos a mudar de postura, isto é, projetamos a cabeça para frente para facilitar a entrada do ar, forçando, assim, os músculos já citados.

Isso causa problemas posturais e dores nas costas, joelhos e pés.

Ronco e apneia do sono

Por conta das deformações faciais causadas pela respiração bucal, o nariz tende a ficar obstruído durante o sono, o que causa o ronco e a apneia.

A apneia, por sua vez, é um distúrbio causado pelo estreitamento da passagem de ar pela garganta. Em razão desse estreitamento, as pessoas com apneia sofrem de pequenas paradas respiratórias e engasgos durante o sono.

Nesse caso, não só a saúde é posta em risco, mas, também, a qualidade de vida, pois, problemas como o ronco e a apneia estão diretamente ligadas à insônia.

Como tratar o problema

Para cortar o mal pela raiz, é muito importante que as origens da respiração bucal sejam descobertas precocemente. Por isso, se você perceber que costuma respirar pela boca e que já está sentindo seus efeitos, procure um especialista, como o otorrinolaringologista.

É esse profissional que será capaz de investigar as causas dos problemas por meio de exames físicos e exames complementares. A partir daí, ele irá propor tratamentos específicos, como a limpeza da cavidade nasal, a prescrição de antialérgicos ou, até, cirurgias de correção nasal.

Outro profissional importantíssimo para o tratamento da respiração oral é o dentista. Como dito anteriormente, esse problema pode estar ligado a má formação óssea e desencadear a má oclusão dentária.

Sendo assim, esse profissional irá avaliar a estrutura óssea do maxilar e a estrutura dentária. Ele poderá determinar o uso de aparelho ortodôntico para correção ou propor cirurgias.

Se você ainda não tem um dentista de confiança, é importante contar com um plano de saúde. Por isso, comece verificando se a sua empresa tem um convênio odontológico empresarial.

Caso você seja responsável pela gerência de uma empresa que não oferece um plano dental empresarial para os funcionários, comece a pensar nessa possibilidade.

Pesquise por termos específicos como “convênio dentista” e “plano odontológico empresarial preços” para verificar as opções disponíveis no mercado e a que melhor se encaixa nas necessidades da sua empresa.

Procure ajuda

A partir desse conteúdo você pôde aprender um pouco sobre a respiração e o porquê dela ser tão importante para o funcionamento do nosso corpo.

Se após a leitura você identificou que sofre com a respiração bucal, não deixe de procurar por ajuda. Caso contrário, a sua saúde pode ser comprometida seriamente.

Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Ideal Odonto.

6 mitos e verdades sobre a COVID-19 que é importante saber

Ficar bem informado sobre o novo coronavírus é essencial para se proteger e ajudar a diminuir a propagação do vírus

A pandemia do vírus da COVID-19 mudou a rotina de todos e, por ser uma nova realidade, é comum que surjam questionamentos sobre quais informações são verdadeiras ou não.

Rolar para cima