Religião

Religião

Descubra a quem o demônio mais persegue e surpreenda-se

Quem o demônio mais tenta? A surpreendente resposta de São João Maria Vianney que você acompanhará neste artigo explica o motivo pelo qual muitas pessoas vivem “tranquilamente” no pecado, como se fossem estimuladas a continuar com a má vida.

Veja também:

O pecado e a perseguição do demônio

Denunciar o pecado gera ódio no pecador, pois é muito cômodo permanecer no erro quando se está cego pelo prazer e pela “vida fácil”. O problema é que a vida fácil não leva para o Céu, e quanto mais prazer momentâneo e facilidades nós buscamos, mais nos afastamos de Deus. Convertei-vos e crede no Evangelho! Tomemos nossas cruzes e sigamos o verdeiro Jesus Cristo!

Quem o demônio mais persegue?

Acompanhe o trecho de um sermão de São João Maria Vianney na sequência de imagens a seguir e perceba quem o demônio mais persegue:

São João Maria Vianney sobre o demônio
São João Maria Vianney sobre o demônio
São João Maria Vianney sobre o demônio
São João Maria Vianney sobre o demônio
São João Maria Vianney sobre o demônio
São João Maria Vianney sobre o demônio

Essas artes foram feitas para a nossa iniciativa de evangelização pelo Instagram. Siga-nos aqui.

E para você que quer compartilhar esse texto impactante, a seguir também tem a versão em texto:

‘‘A quem o demônio mais persegue? Talvez você ache que as pessoas que são mais tentadas, são indubitavelmente,os beberrões, os provocadores de escândalos, as pessoas imodestas e sem vergonha que deitam e rolam na sujeira e na miséria do pecado mortal, que se enveredam por toda espécie de maus caminhos.

Não, meu caro irmão! Não são essas pessoas! Ao contrário, o demônio as deixa de lado, ou seja, ele se apoia nelas enquanto elas vivem, porque do contrário ele não teria tanto tempo para fazer o mal.

Isso porque, quanto mais tempo essas pessoas viverem, mais seus maus exemplos arrastarão outras almas para o Inferno.

Assim, você me perguntaria:então quem são as pessoas mais tentadas?São estas meus caros amigos, observem-nas atentamente. As pessoas mais tentadas são aquelas que estão prontas, com a graça de Deus,a sacrificar tudo pela salvação de suas pobres almas, que renunciam a todas as coisas que a maioria das pessoas buscam ansiosamente.

E não é um demônio só que as tenta, mas milhões de demônios procuram armar-lhe ciladas.’’

(Trecho de um dos sermões de São João Maria Vianney)

Eu faço o que quero e ninguém manda em mim, mas faço muito mal a mim mesmo

Muita gente sem se orgulhado com muita vaidade sobre se dono de si mesmo. “Meu corpo, minhas regras” e outros gritos de independência estão na boca de pessoas que não aceitam conselhos dos mais experientes e querem fazer tudo do seu jeito. O problema é que, dessa forma, muitas atitudes precipitadas são tomadas e os erros e pecados vão se acumulando. Por que falo isso? Porque foi o que aconteceu comigo.

Veja também:

O orgulho de defender o meu erro até o fim

Na cultura do ódio, tornou-se habitual criar uma opinião (muitas vezes sem base) e defendê-la até o fim, sem ouvir pessoas e instituições que possuem credibilidade. Quando desprezamos os valores mais indispensáveis e nos afastamos da vontade Deus, sempre caímos em um grande vazio e nos afundamos no erro.

Em determinada época da minha vida, eu dizia “faço o que quero”, sem perceber que vivia na prisão dos vícios e do pecado. Eu não fazia o que queria, mas fazia coisas impensadas, sem nenhum sentido, em busca de uma alegria que durava pouco. Para me tirar dessa condição, só mesmo o toque da graça de Deus. Você já teve a sensação de um grande vazio e falta de sentido? Conhece alguém que busca a felicidade em coisas que não têm valor?

A reclamação tem o poder de te transformar numa pessoa muito chata, e muita gente ignora isso

Muitas pessoas possuem o terrível costume de reclamar de tudo, como se a reclamação fosse a solução para todos os males. As pessoas estão cada vez mais apressadas e tão viciadas no conforto e no prazer, que acabam ficando frágeis. Uma geração de pessoas frágeis cria tempos difíceis, cheios de problemas, já que não tem a coragem necessária para lutar por tudo o que realmente importa.

Veja também:

Ninguém alcança a vitória reclamando

Muita gente acostumou-se a esconder o seu fracasso, a sua inveja, a sua preguiça atrás da reclamação. Mas a reclamação não é capaz de transformar a sua vida para melhor. A única coisa que a reclamação transforma é você. Ao reclamar, você transforma-se em uma pessoa extremamente chata! Hoje você recebe um convite: deixar de ser uma pessoa apagada e ser luz nesse mundo, com a graça de Deus. Vamos tentar?

O vídeo a seguir traz algumas confissões da minha vida que estão no meu canal. Assista e compartilhe com os “reclamões” que você conhece:

Ninguém alcança a vitória reclamando

Arte, talento e conversão -entrevista para o canal Vida de Homem

Nossa vida deve estar em conformidade com aquilo que falamos, e esse testemunho pode ajudar a inspirar outras pessoas. Falar sobre nossas dificuldades, pecados e erros nos torna mais próximos uns dos outros e contribui na caminhada. Pensando nisso, acredito que seja muito útil o conteúdo que você vai acompanhar no artigo de hoje.

Veja também:

Entrevista para o canal Vida de Homem

Fui entrevistado pelo Diego Souza, do canal Vida de Homem, que traz muito conteúdo útil e edificante para o público masculino, que tanto tem precisado recuperar valores importantes neste tempo.

Em uma conversa agradável e descontraída, falei sobre quadrinhos, o processo de criação, a história do blog Satirinhas, minha conversão, religião, entre outros assuntos. Vale a pena conferir:

Entrevista com o Altair, dono do Satirinhas

Quando as pessoas não pensam, falta o argumento e sobra o ódio

Pense comigo: como uma pessoa que defende o amor deseja o mal e a morte de quem pensa diferente? Vemos muito ódio em todos os lugares e tentam destruir todo o tipo de ideia contrária usando o que existe de mais baixo. Não se tenta argumentar, mas destruir a pessoa. Rezemos para que as pessoas possam ter contato com o único amor verdadeiro: o amor de Deus. Onde Ele está, não existe ódio e divisão.

Veja também:

Por que tanta gente defende o ódio dizendo que ama?

Vivemos tempos difíceis, onde a verdade tem sido atacada por diversas ideologias estranhas. São apresentados caminhos de pecado, de dor e sofrimento, que podem parecer bons no primeiro olhar, mas que depois levam ao sofrimento e à destruição.

Quando as pessoas não pensam, falta o argumento e sobra o ódio

Muitas pessoas ficam ofendidas quando um católico fala sobre o pecado, mas não estamos atacando os pecadores e sim o pecado que traz dor e sofrimento. Basta olharmos para a vida das pessoas que insistem no pecado. Pode demorar, mas em algum momento cairão em um grande arrependimento. Isso aconteceu comigo e não posso me calar ao falar do assunto, para que outros encontrem o caminho.

Rolar para cima